Incentivo

Gamificação nos processos de RH: saiba mais sobre essa nova tendência!

Escrito por Macro Plataforma

Ao olhar para o quadro de produtividade da sua empresa, o rendimento vem caindo ou há uma sensação constante de que os resultados poderiam ser melhores? Se a sua resposta foi sim para uma das perguntas, o seu negócio pode estar precisando de mais motivação dos colaboradores e a gamificação nos processos de RH pode ser a melhor saída.

A tendência leva dinamismo e motivação aos funcionários, e tem inspiração nos games. Neste post vamos te ajudar a entender melhor no que consiste a metodologia, qual é sua utilidade para os recursos humanos e dicas de como colocá-la em prática. Confira!

Mas, afinal, o que é gamificação?

A gamificação é uma estratégia que tem como palavra-chave o engajamento. O termo vem da palavra game (jogo) e baseia-se na ideia de aplicar conceitos como desafios (missões), níveis de dificuldade e recompensas aos funcionários para incentivar a resolução de problemas.

O método tem se provado eficaz na tarefa de dinamizar o aprendizado e aumentar o estímulo positivo para a realização de tarefas. Empresas que adotaram a gamificação notaram que, após instituir prêmios e benefícios, o turnover diminuiu e a produtividade dos funcionários cresceu. Observaram também que a ferramenta poderia ser utilizada na motivação de compras online e engajamento de seus clientes.

Em um mercado que exige cada vez mais que as pessoas estejam conectadas, a gamificação torna os processos mais lúdicos e com maiores chances de despertar um apelo pessoal no colaborador, permitindo que a empresa acompanhe as mudanças de comportamento no trabalho. A expectativa é que o mercado da gamificação movimente US$ 5,5 bilhões no mundo neste ano.

Para a ferramenta dar certo, no entanto, o feedback positivo das tarefas é muito importante e elas precisam ser planejadas de acordo com os objetivos da empresa, com regras bem definidas e um sistema que permita a colaboração entre funcionários muito bem estruturado.

Para que serve a gamificação nos processos de RH?

O departamento de Recursos Humanos (RH), durante muito tempo, ficou conhecido por outras áreas como um lugar obrigatoriamente burocrático, cheio de trâmites e pouca resolução. Mas felizmente, com a ajuda de novas metodologias, como a gamificação, o modelo atrelado ao RH é outro. A área já é vista como um dos lugares mais estratégicos e essenciais para o bem-estar de uma empresa.

Mas, afinal, como um processo de jogos e missões se encaixa dentro dos planos de uma área como recursos humanos? De muitas formas. Separamos três delas logo abaixo para você conferir!

Melhora o clima organizacional

Com a implantação das missões, as rotinas se tornam mais dinâmicas e despertam o clima de cooperação e a competitividade saudável entre colegas. A melhora no clima organizacional acontece porque a metodologia transforma o que seriam tarefas repetitivas e enfadonhas em desafios motivadores, gerando melhores resultados para o negócio e entusiasmo aos colaboradores.

Motiva as equipes e melhora a produtividade

Se você tem em mãos uma boa plataforma para a gamificação nos processos de RH, ela provavelmente permite estipular metas específicas e combiná-las às recompensas que presenteiam os melhores usuários. Dessa forma, os colaboradores podem acompanhar os resultados individuais e de equipe em tempo real, transformando a competição em um grande estímulo para o aumento da produtividade.

É importante nunca esquecer que a gamificação é principalmente uma ferramenta de motivação, então fica fácil entender por que a metodologia valoriza de forma contínua as grandes — e pequenas — conquistas dos funcionários.

Deixa os processos de seleção mais dinâmicos

Com um acesso maior à informação, muitos candidatos tornam a seleção em um momento sem muita espontaneidade. Seja decorando falas ou ações que acreditam ser positivas para avançar na seleção, acabam impedindo o recrutador de realizar uma avaliação verdadeira de seu perfil e competências para ocupar o cargo.

Já com a gamificação, os candidatos ficam mais expostos, levados a experiências fora do comum e, sem uma resposta pronta, tornam possível um processo seletivo mais assertivo.

Dicas para implantar a gamificação

Ter uma abordagem com a qual o usuário se identifique é uma das partes mais importantes da gamificação. Por isso, antes de apostar na aplicação das estratégias diferenciadas que a gamificação proporciona, é preciso elaborar um plano para que os jogos sejam, antes de tudo, viáveis. É preciso pensar, por exemplo, no público-alvo da ação, sua idade, gostos e preferências.

Ainda faz parte da estratégia de implementação mapear as tarefas mais rotineiras dos funcionários e perceber de que forma a gamificação pode ajudar seus funcionários a superarem seus pontos fracos e contribuir para seu desenvolvimento.

Estabelecer de antemão as premiações mais relevantes ajuda o RH a ter uma estratégia mais consistente. Confira abaixo cinco dicas para que a gamificação seja um sucesso na sua empresa!

Mapeie as ações do jogo

Quais são as atividades a serem cumpridas? Elas possuem pontuações diferentes? Na hora de estabelecer as metas, pense novamente nas características que são mais valorizadas no ambiente de trabalho e tente transformá-las em algo positivo para a imagem da empresa, como ligar para um cliente no dia do aniversário ou até mesmo colaborar para a diminuição do desperdício de material no escritório.

Tenha recompensas que cabem no orçamento

Apesar de a gamificação estar baseada na recompensa e valorização dos funcionários, de modo algum representa apenas grandes ações e investimentos financeiros. Em vez de premiar o colaborador com promoções de cargo ou bônus salariais, comece a gamificação com gratificações simbólicas, como troféus ou condecorações.

Promova simulações

Principalmente em momentos de recrutamento, a gamificação pode ser de muita ajuda na hora de tornar o quadro de atividades mais dinâmico e interessante para os candidatos, mas também pode colaborar para treinamentos mais efetivos e uma visão mais completa sobre os perfis dos colaboradores da empresa.

Incentive o uso dos canais de comunicação

Nem todos os colaboradores possuem as mesmas habilidades, por isso, por meio da gamificação é possível melhorar a capacidade de comunicação e o feedback dos colaboradores, que se sentem mais livres para expressarem suas opiniões.

Com o feedback dos funcionários fica mais fácil perceber o que não vai bem na estrutura organizacional e gerar uma cultura de trabalho mais participativa.

Identifique os pontos fracos do colaborador

Com os resultados de cada participante é possível conhecer as qualidades e as limitações dos funcionários. Isso permite que a empresa possa investir em ações mais efetivas para o desenvolvimento profissional de cada um e corrigir gaps na equipe de forma mais rápida.

Portanto, a gamificação é uma tendência que traz inúmeros benefícios à área de RH, que, após a aplicação da metodologia, passa a ser vista pelos funcionários como um departamento mais dinâmico e atento às novas tendências do mercado.

A metodologia da gamificação também apresenta uma série de outras vantagens para a empresa e seus colaboradores, como a proposta contínua de desafios, o que diminui o turnover, e a melhora no clima organizacional, que resulta de forma positiva na produtividade da empresa.

No entanto, vale ressaltar que a gamificação não significa, em momento algum, transformar todos os processos da empresa em um jogo, mas sim transformar áreas da empresa em ambientes com maior interatividade, colaborando para o engajamento e desenvolvimento dos funcionários.

Deu vontade de colocar tudo em prática? Agora que você já sabe um pouco mais sobre o impacto da gamificação nos processos de RH e no que consiste a estratégia, que tal contar para a gente nos comentários deste post suas ideias para aumentar ainda mais a motivação dos funcionários?

Sobre o autor

Macro Plataforma

Deixar comentário.